1ª Forma 

Não ter um Plano Financeiro

Sem um Plano Financeiro, você não saberá aonde quer chegar ou se está no caminho certo.

Um Plano Financeiro para a sua Aposentadoria não precisa ser algo complexo e extenso, pelo contrário, quanto mais objetivo e claro, maior a sua viabilidade e a possibilidade de ajustes, em caso de mudança das premissas adotadas.

O que deve ser considerado em um Plano Financeiro para Aposentadoria:

Qual o seu estilo de vida atual?

Faça uma avaliação do seu estilo de vida atual considerando os Gastos e Despesas com Moradia, Transporte, Educação, Alimentação, Vestuário, Saúde, Lazer, Viagens, Projetos e Empreendimentos.

Que estilo de vida você gostaria de ter na sua Aposentadoria?

Ninguém consegue prever o futuro com exatidão, no entanto, projeções feitas com base naquilo que você sabe hoje poderá dar uma primeira estimativa sobre seu futuro.

Considerando a sua estrutura de vida atual, quais os Gastos e Despesas que seriam reduzidos ou eliminados no período da Aposentadoria, e quais poderão ser majorados.

Como alcançar a Aposentadoria Desejada?

Quais as estratégias de Controle e Investimento serão adotadas com objetivo de manter o estilo de vida desejado ao longo de todo período de usufruto da sua Aposentadoria.

Ainda que, as Estratégias disponíveis ou possíveis não pareçam suficientes em um primeiro momento, comece a operacionalizar o seu Plano Financeiro para Aposentadoria e deixe o tempo trabalhar a seu favor.

2ª Forma

Falta de Comprometimento

O Plano de Aposentadoria mais ineficiente é aquele no qual a pessoa não sabe o quanto investir e acaba destinando um valor aleatório. Crie uma regra e estabeleça o percentual da sua renda que será destinado periodicamente a sua Aposentadoria. Ainda que não pareça suficiente, a disciplina e o tempo irão dinamizar, de forma surpreendente, a sua cumulação patrimonial.

 

3ª Forma

Não respeitar o seu Perfil de Risco

O sucesso do seu Plano de Aposentadoria depende, em boa parte, da escolha e de revisões periódicas do seu Perfil de Risco.

O Perfil de Risco é a ponderação de uma série de características, que levarão a escolha da Estratégia de Investimento adequada.

A Estratégia de Investimento correta para a sua Aposentadoria levará em consideração o prazo disponível para investir, a sua capacidade de poupar recursos financeiros periodicamente, a sua tolerância a variações bruscas do mercado e a sua disposição ao risco, em troca de uma rentabilidade superior.

4ª Forma

Desprezar o Custo dos Investimentos

Taxas e Tributos cobrados dos produtos de investimento podem comprometer de forma expressiva a rentabilidade acumulada ao longo do tempo.

Questione e compare os custos administrativos dos investimentos da mesma categoria e perfil.

Como em todo negócio, a única coisa que você realmente controla nos seus investimentos são os custos, portanto, escolha investimentos adequado ao seu perfil, compare o desempenho e os custos de cada um. Se tiver dúvida, peça que seu gerente ou consultor faça simulações da Rentabilidade Líquida utilizando o desempenho histórico do produto.

5ª Forma

Confiar a sua Aposentadoria a Terceiros

Não fique exposto as recomendações dos gerentes e consultores, contratados e treinados para atingir a lucratividade esperada pela instituição financeira onde trabalham, e não as suas metas.

Com alguma informação, todos podem desenvolver o seu Plano de Aposentadoria, algo projetado e controlado por você, que atenda aos seus interesses.

Share This